Utilizamos testemunhos de conexão (cookies) para lhe garantir a melhor experiência de navegação no nosso sítio Internet. Saiba mais sobre como utilizamos os testemunhos de conexão (cookies) e como pode mudar a sua configuração.

O antigo Presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy

Conselho Europeu

Herman Van Rompuy foi o primeiro Presidente do Conselho Europeu a tempo inteiro. Foi eleito pela primeira vez em novembro de 2009 e reeleito para um segundo mandato, de junho de 2012 a novembro de 2014. Foi substituído por Donald Tusk em 1 de dezembro de 2014. 

Reflexões pessoais sobre o papel do Presidente do Conselho Europeu

Na Conferência "Dove va l'Europa – O estado da União", Herman Van Rompuy partilhou as suas reflexões sobre seu mandato como Presidente do Conselho Europeu:

"Para mim, o cargo era tão novo como para qualquer outra pessoa. Fui eleito em 19 de novembro de 2009. Tinha preparado uma declaração à imprensa na qual lancei uma ideia que ainda vale a pena citar.

Disse então: "Todos os países devem sair vitoriosos das negociações. (..) Como Presidente do Conselho Europeu, ouvirei atentamente todos e certificar-me-ei de que as nossas deliberações dão resultados para todos."

Disse também: "Tem havido muita discussão sobre o perfil do futuro presidente, mas só um perfil é possível - o do diálogo, da unidade e da ação."

Criar confiança é, na minha opinião, talvez a mais importante tarefa de um Presidente do Conselho Europeu. 

Herman Van Rompuy

Criar confiança entre dirigentes políticos, entre instituições, entre países: é essa a base para a tomada de decisões políticas,

sobretudo quando essas decisões são difíceis e têm de ser tomadas por consenso, como é normalmente o caso no Conselho Europeu. 

Como se cria a confiança? Encontrando-se com as pessoas, ouvindo-as, tendo em conta as suas opiniões.

Por exemplo, fiz questão durante o meu mandato de visitar todos os membros do Conselho Europeu nas suas capitais, em princípio uma vez por ano. Falar com presidentes e primeiros-ministros no seu ambiente de trabalho dá uma ideia muito mais clara do que realmente os move.

(…) Todos estes esforços para criar confiança foram recompensados nos momentos de necessidade, nos momentos de crise."

As reflexões que se seguem são extraídas

do discurso de despedida que Herman Van Rompuy dirigiu aos membros do Conselho Europeu, no qual disse:

(...) juntos demonstrámos o implausível: que uma União com vinte e oito países pode funcionar.

Herman Van Rompuy

"(...) Tentei agir em nome do interesse europeu, que não é algo de abstrato. É mais do que a soma de 28 interesses nacionais, mas é também essa soma. 

De cada vez, temos de chegar a acordo com 28. Nem sempre de uma só vez e por vezes com alguns atropelos." 

Herman Van Rompuy no:

Sobre Herman Van Rompuy 

Herman Van Rompuy era Primeiro-Ministro da Bélgica aquando da sua primeira eleição para Presidente. Antigo economista no Banco Nacional da Bélgica, iniciou a sua carreira política em 1973 como Vice-Presidente nacional do Conselho da Juventude do seu partido. 

Herman Van Rompuy é licenciado em Filosofia e mestre em Economia Aplicada pela Universidade Católica de Lovaina.