Utilizamos testemunhos de conexão (cookies) para lhe garantir a melhor experiência de navegação no nosso sítio Internet. Saiba mais sobre como utilizamos os testemunhos de conexão (cookies) e como pode mudar a sua configuração.

Donald Tusk, Presidente do Conselho Europeu

Em destaque

Assembleia Geral da ONU, Nova Iorque, 18-22 de setembro de 2016

Donald Tusk, Presidente do Conselho Europeu, interveio em nome da UE na 71.ª Assembleia Geral das Nações Unidas, em 21 de setembro. No seu discurso perante a assembleia salientou os seguintes temas:

  • a resposta europeia à crise dos refugiados e a necessidade de solidariedade a nível mundial
  • a consolidação de uma estratégia e de uma rede mundiais contra o terrorismo
  • a participação ativa da UE em prol da instauração da paz nas zonas devastadas pela guerra ou onde esta está iminente, nas quais se incluem a Ucrânia, a Síria, a Líbia e o Afeganistão
  • o empenho total da UE na luta contra as alterações climáticas.

"A Europa defenderá sempre um mundo livre e aberto, regido pelos princípios do Estado de direito, onde as nações podem estabelecer relações comerciais e crescer em conjunto", afirmou.

Em 20 de setembro, o Presidente Donald Tusk participou na cimeira dos dirigentes sobre a crise mundial dos refugiados, organizada pelo Presidente dos EUA, Barack Obama. Nesta cimeira procurou-se alcançar novos compromissos globais para aumentar o financiamento humanitário, aceitar mais refugiados por vias legais e reforçar a autossuficiência e a inclusão dos refugiados.

Em 19 de setembro, Donald Tusk participou na reunião de alto nível das Nações Unidas sobre a gestão dos grandes fluxos de refugiados e migrantes. “A migração a nível mundial fará parte do nosso futuro”, afirmou. “E está nas nossas mãos decidirmos se o nosso futuro neste contexto será ordenado, estável e seguro; ou desordenado, instável e inseguro.”

À margem da Assembleia Geral das Nações Unidas, o Presidente Donald Tusk teve encontros bilaterais com vários outros dirigentes.

Reunião informal dos 27 Chefes de Estado ou de Governo, Bratislava, 16 de setembro de 2016

Os Chefes de Estado ou de Governo dos 27 reuniram-se em Bratislava para iniciar uma reflexão política sobre o desenvolvimento de uma UE com 27 países membros.

Os dirigentes aprovaram a Declaração e o Roteiro de Bratislava, que estabelecem os objetivos para os próximos meses.

São os seguintes esses objetivos:

  • restabelecer o pleno controlo das fronteiras externas
  • garantir a segurança interna e lutar contra o terrorismo
  • reforçar a cooperação da UE em matéria de segurança externa e defesa
  • impulsionar o mercado único e oferecer melhores oportunidades aos jovens europeus

“A estes objetivos corresponde uma série de ações muito concretas”, declarou o Presidente Donald Tusk na conferência de imprensa após a cimeira. “Permitam-me apenas referir que vários dirigentes decidiram mobilizar de imediato mais forças e equipamento para ajudar a vigiar a fronteira da Bulgária com a Turquia”, acrescentou.

O Roteiro de Bratislava orientará a ação da UE nos próximos meses. Os 27 dirigentes pretendem reunir-se novamente em Malta, em janeiro de 2017, e concluir o processo de reflexão na reunião de Roma, que terá lugar em março de 2017.

"Espero que a cimeira de Bratislava conduza à renovação da confiança na União Europeia", afirmou o Presidente Donald Tusk. "Isso só acontecerá se e quando as pessoas se derem conta de que estamos a cumprir as nossas promessas, através de uma cooperação leal entre os Estados-Membros e as instituições", acrescentou.

Desde 1 de dezembro de 2014, Donald Tusk preside ao Conselho Europeu, a instituição que define as orientações e prioridades políticas da UE. Donald Tusk é responsável pela preparação e presidência das reuniões desta instituição. Assegura também, ao seu nível, a representação externa da União no quadro da política externa e de segurança comum da UE.

O conteúdo é apresentado na língua original se não houver tradução disponível
O conteúdo é apresentado na língua original se não houver tradução disponível