Reunião informal dos 27 Chefes de Estado ou de Governo, 16/09/2016

  • 16/09/2016
  • Bratislava
  • Presidida por Donald Tusk
  • Quem é quem 

Informações para os média

Os Chefes de Estado ou de Governo dos 27 reuniram-se em Bratislava para iniciar uma reflexão política sobre o desenvolvimento de uma UE com 27 países membros.

Os dirigentes chegaram a acordo quanto à Declaração e ao Roteiro de Bratislava, que estabelecem os objetivos para os próximos meses.

Esses objetivos incluem:

  • restabelecer o pleno controlo das fronteiras externas
  • garantir a segurança interna e lutar contra o terrorismo
  • reforçar a cooperação da UE em matéria de segurança externa e defesa
  • impulsionar o mercado único e oferecer melhores oportunidades aos jovens europeus

“Estes objetivos são correspondidos por uma série de ações muito concretas”, declarou o Presidente Donald Tusk na conferência de imprensa após a cimeira. "Deixem-me apenas referir que vários dirigentes decidiram mobilizar de imediato forças e equipamento adicionais para ajudar a vigiar a fronteira da Bulgária com a Turquia", acrescentou.

O Roteiro de Bratislava orientará a ação da UE nos próximos meses. Os 27 dirigentes pretendem reunir-se novamente em Malta, em janeiro de 2017, e concluir o processo de reflexão na reunião de Roma, que terá lugar em março de 2017.

"Espero que a Cimeira de Bratislava conduza à renovação da confiança na União Europeia", afirmou o Presidente Donald Tusk. "Isso só acontecerá se e quando as pessoas se derem conta de que estamos a cumprir as nossas promessas, através de uma cooperação leal entre os Estados-Membros e as instituições", acrescentou.

Desde meados de agosto, o Presidente Donald Tusk consultou todos os dirigentes da UE na perspetiva da cimeira de Bratislava. O Presidente debateu a forma como a reunião decorreria e os temas a abordar.

Contexto

Em 29 de junho de 2016, os 27 Chefes de Estado ou de Governo reuniram-se informalmente para debater as implicações políticas e práticas da saída do Reino Unido ("Brexit"). Os dirigentes iniciaram um debate sobre o futuro da União Europeia.

"Estamos determinados a permanecer unidos e a trabalhar no quadro da UE para fazer face aos desafios do século XXI e encontrar soluções em prol das nossas nações e povos. Estamos prontos a enfrentar qualquer dificuldade que possa resultar da atual situação", afirmaram.

Revisto pela última vez em 19/09/2016