Cimeira do G7 em Taormina, na Itália, 26-27/05/2017

Cimeira internacional
  • Cimeira internacional
  • 26-27/05/2017

Informação para os média

Os jornalistas podem apresentar o pedido de acreditação oficial até às 23:59 de 15 de maio.

Em 26 e 27 de maio de 2017, a Itália acolherá a reunião dos dirigentes do G7. A cimeira incidirá sobre a economia mundial, a política externa, a segurança dos cidadãos e a sustentabilidade ambiental. O Presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, e o Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, representarão a UE na cimeira.

A cimeira do G7 em 2017 sob a Presidência italiana terá como tema "Lançar as bases para uma confiança renovada". A Presidência salienta que os governos devem adotar políticas que tenham por objetivo satisfazer as expectativas dos seus cidadãos. O programa de trabalho da Presidência assenta em três pilares:

  • segurança dos cidadãos
  • sustentabilidade económica, ambiental e social e redução das desigualdades
  • inovação, competências e trabalho na era da próxima revolução da produção

Contexto

A Cimeira do G7 é um fórum que desempenha um papel importante na definição de respostas globais aos desafios globais, complementando a coordenação económica global realizada pelo G20. Reúne os dirigentes do Canadá, de França, da Alemanha, de Itália, do Japão, do Reino Unido, dos Estados Unidos e da UE.

Esta cimeira realiza-se na sequência da Cimeira do G7 no Japão, em 2016, e da cimeira excecionalmente organizada pela UE em Bruxelas, em 2014.

Os dirigentes têm vindo a reunir-se no formato G7 desde 2014, na sequência da violação da soberania e integridade territorial da Ucrânia por parte da Federação da Rússia.

A UE como membro do G7

Em 1977, os representantes da então Comunidade Europeia participaram pela primeira vez na Cimeira de Londres. Inicialmente, o papel da UE limitava-se às áreas da sua competência exclusiva, mas, com o passar do tempo, o seu papel foi-se expandindo. A UE foi gradualmente incluída em todas as discussões políticas sobre a agenda da cimeira e, a partir da Cimeira de Otava (1981), passou a tomar parte em todas as sessões de trabalho da cimeira.

A UE tem todas as responsabilidades inerentes ao estatuto de membro. O comunicado da cimeira é politicamente vinculativo para todos os membros do G7.

A rotação da Presidência é a seguinte: Japão em 2016, Itália em 2017, Canadá em 2018, França em 2019 e EUA em 2020.

Revisto pela última vez em 28/04/2017